A consciência Negra na Literatura

POR Franciellen Mendes e Weslley Matos 14/12/2016

As escolas Adventistas do CPA e Centro América, apresentou um importante evento literário, o papel do negro na literatura e nas artes.

Na noite de 01/12/2016, as escolas Adventistas do CPA e Centro América, reuniram-se para apresentar em um importante evento literário, o papel do negro na literatura e nas artes.

As turmas do Ensino Médio, através de poemas, peças teatrais e discursos que marcaram a história da luta pela independência e igualdade das raças, trouxeram à lembrança de todos os ouvintes momentos que foram fundamentais para nossa história e presente.

Alunos entre 14 e 18 anos, representaram importantes vozes como: Castro Alves, Bernardo de Guimarães, Martin Luther King, Mandela e outros tantos. Com o objetivo de reacender diariamente a chama do respeito e igualdade, na certeza que esse é o desejo de Deus para seu povo, a formação de uma única família, sem preconceitos e divisões.

O evento ficou na história e lembrança de todos.

São aprendizados que serão constantemente multiplicados, um sonho que foi plantado,  mais uma vez, no coração de cada aluno e representante naquela noite, como um dia dito pelo pastor Martin Luther King: “E quando isso acontecer, quando deixarmos a liberdade ecoar, quando a deixarmos ressoar em cada vila e vilarejo, em cada Estado e cada cidade, poderemos trazer para mais perto o dia que todos os filhos de Deus, negros e brancos, judeus e gentios, protestante e católicos, poderão se dar as mãos e cantar, nas palavras da velha canção negra, “livres, enfim! Livres, enfim! Louvado seja Deus Todo-Poderoso. Estamos livres, enfim!”

 

Veja mais fotos (clique aqui)

 

Projeto da professora de literatura: Franciellen Mendes

Em conjunto com as professoras de Inglês: Sayonara e Michelle

Também em conjunto com os professores de música: Regis Regente e Lanny

Fotos do aluno: Davi – 1 ano EM